Taxista, malufista e fã do Reinaldo Azevedo

Sob uma chuva torrencial, caminhei até a Avenida Ipiranga e tomei um táxi: “Bom dia, é uma corrida curta por causa dos alagamentos”. Esse foi o pretexto para o motorista iniciar uma conversa. “Se o Maluf tivesse sido eleito presidente, não estaríamos todos boiando”. Perguntei porque ele acreditava nisso. “Se o partido do Maluf não […]

Leia mais